Verdes

Verdes - especialmente vegetais crucíferos como brócolis, rúcula, agrião, acelga e couve de Bruxelas - são ricos em nutrientes que beneficiam a saúde do cérebro. Em 2015, pesquisadores da Rush University, em Chicago avaliaram a dieta e a função mental de 950 idosos. Após o ajuste para variáveis como educação, exercício físico e história familiar de demência, os pesquisadores descobriram que aqueles participantes que comeram vegetais verdes folhosos, como espinafre e couve, uma ou duas vezes por dia experimentaram menor declínio cognitivo em comparação com aqueles que não comiam. De fato, participantes que comeram verduras pararam declínio mental por em média 11 anos. Em outro estudo publicado em The Annals de Neurology, os pesquisadores acompanharam a dieta e estilo de vida de 13.388 mulheres ao longo de 29 anos. Ao final, o declínio da função cognitiva naquelas com maior consumo de vegetais crucíferos foi significativamente menor.

Desfrute de Verdes:
Os vegetais verdes podem ser apreciados crus uma salada e também pode ser cozido no vapor, assado, desidratada em lascas, usada como embalagem - até grelhado. Eu particularmente às vezes os transformo em probióticos ao deixá-los de molho em água com sal marinho por 2 semanas (veja no meu IGTV sobre como fermentar alimentos).

1. Robbins O. Brain Food: 8 Superfoods Your Brain Will Love, 2020
3. Kang JH, Ascherio A, Grodstein F. Fruit and vegetable consumption and cognitive decline in aging women. Ann Neurol. 2005 May;57(5):713-20.
3. Lamport DJ, Saunders C, Butler LT, Spencer JP. Fruits, vegetables, 100% juices, and cognitive function. Nutr Rev. 2014 Dec;72(12):774-89.#greens #verdes #cruciferous #brainfood