Uvas

As uvas vermelhas contêm resveratrol, um polifenol que reduz os níveis de peptídeos beta-amiloidais em pacientes com Doença de Alzheimer. Estudos também evidenciam que uvas podem melhorar a saúde do cérebro e retardar o aparecimento de doenças neurodegenerativas. De acordo com um estudo publicado no British Journal of Nutrition, o consumo de uvas – sem exagero, e de preferência no almoço - pode melhorar a função cerebral de idosos com leve comprometimento cognitivo.

Desfrute de uvas vermelhas:
Coma uvas vermelhas (especialmente muscadine, as que possuem os níveis mais elevados de resveratrol na natureza). Estudos indicam que consumir quantidades moderadas de vinho tinto (125 ml/dia) pode ser uma maneira interessante de aproveitar o resveratrol. Por esta razão, o vinho tinto é a melhor opção, especialmente as uvas cannonau (na França chamada de grenache e na Espanha de garnacha), sagrantino (Itália) ou o velho e bom cabernet sauvignon chileno. Preferir uvas orgânicas éimportante pois pesticidas modernos reduzem o resveratrol da frutas. Um estudo descobriu que comer o equivalente a 2¼ xícaras de uvas por dia é a dose ideal para cérebro.

1. Robbins O. Brain Food: 8 Superfoods Your Brain Will Love, 2020
Lee et al. Examining the impact of grape consumption on brain metabolism and cognitive function in patients with mild decline in cognition: A double-blinded placebo-controlled pilot study. Exp Gerontol. 2017 Jan;87(Pt A):121-128.
Bensalem et al. Polyphenols From Grape and Blueberry Improve Episodic Memory in Healthy Elderly with Lower Level of Memory Performance: A Bicentric Double-Blind, Randomized, Placebo-Controlled Clinical Study. J Gerontol A Biol Sci Med Sci. 2019 Jun 18;74(7):996-1007. #uvas #grapes???? #brainfood