Movimento - Alimento - Pensamento

Você sabia que nossas células “nos escutam”? Estresse, devaneios, ruminação, pessimismo, hostilidade, contrariedade e hiper-conexão digital impactam o tamanho de nossos telômeros. E quanto menor o telômero, já sabe, mais rápido envelheceremos. Toda vez que você estiver com pensamentos ou na presença de pessoas "tóxicas", então, lembre-se de que suas células estão sofrendo!

Uma das maneiras mais eficientes de apaziguar a mente, a propósito, é a meditação. Apesar de ser uma técnica milenar e comprovadamente eficaz no controle do estresse, ainda é tida como terapia alternativa (no mau sentido) por muitos profissionais de saúde. Até quando? Se você não curte a ideia de parar por alguns minutos, tudo bem. De acordo com o psicólogo norte-americano Martin Seligman, um dos pioneiros da psicologia positiva, existem mais de 120 técnicas antiestresse validadas cientificamente. Com certeza, você irá se identificar com alguma. Destaco a técnica Mindfulness, popularizada pelo professor da Universidade Massachusetts (Estados Unidos) Jon Kabat-Zinn. E aqui também vão outras dicas para um cérebro mais feliz: crie um círculo virtuoso realizando atividades que proporcionem bem estar físico e espiritual; não se culpe tanto; ajude o seu cérebro a gerar dopamina, substância cerebral responsável pela sensação de prazer, uma vez que seus efeitos também melhoram a memória, a aprendizagem, a organização do tempo e a tomada de decisões. #meditation